Relembre os temas da redação dos últimos anos no Enem

1998 – Viver e Aprender.
1999 – Cidadania e participação social
2000 – Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional
2001 – Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar interesses em conflito?
2002 – O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais que o Brasil necessita?
2003 – A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo?
2004 – Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação
2005 – O trabalho infantil na realidade brasileira
2006 – O poder de transformação da leitura
2007 – O desafio de se conviver com a diferença
2008 – Como preservar a floresta Amazônica.
2009 – O indivíduo frente à ética nacional. (Devido ao vazamento da prova, em 2009, houve dois temas de redação: o da prova cancelada e o da prova refeita. A proposta de redação da prova cancelada foi a “Valorização do idoso”)
2010 – O trabalho na construção da dignidade humana. Os problemas em 2010 foram erros na impressão. Os candidatos que se sentiram lesados refizeram a prova, que teve a proposta de redação “Ajuda humanitária”.
2011 – Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado
2012 – O movimento imigratório para o Brasil no século XXI
2013 – Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil
2014 – Publicidade infantil em questão no Brasil
2015 – A persistência da violência contra a mulher no Brasil.
2016 – Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil. Na segunda aplicação da prova, Caminhos para combater o racismo no Brasil.
2017 – Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil. Para a segunda aplicação, Consequências da busca por padrões de beleza idealizados.
2018 -???
(em construção)

Como passei em DIREITO – depoimentos

Socorro! Como passar em Direito? A equipe COMO PASSEI traz algumas dicas pra você de estudantes bem sucedidos. Confira:

Se recompense

Thalita Gabrielle, aprovada em Direito, dá algumas dicas bem interessantes no seu canal do YouTube, e o vídeo de onde a equipe tirou as dicas estão aqui.

A primeira dica é: estude todos os dias, só assim você vai criar o hábito de estudar e não vai sofrer tanto pra fazer sempre isso.

A Thalita é adepta do foco total, então ela aconselha: esqueça as redes sociais, mas não se desespere – acredite que seu esforço vai valer a pena. Outro ponto é: seja mais produtivo com o seu tempo – absorva o máximo de conteúdo possível, pra isso você tem que estudar o que mais cai nas provas, pra isso talvez seja preciso resolver todas as provas antigas do enem, que é outra dica da aluna e resolva no mínimo 30 questões por dia, para pegar a habilidade de responder várias questões em pouco tempo.

Outra dica muito importante, e válida especialmente pra quem ainda não terminou o Ensino Médio é: comece a estudar desde cedo, não deixe pra estudar meses antes do vestibular mas comece desde o início do Ensino Médio.

Algo que a aluna fazia e recarregava suas baterias era se recompensar a cada alvo alcançado. Por exemplo: se você conseguir cumprir com toda a programação da semana, você se dá um dia para descanso, ou um presentinho que você tanto queria daquela loja.

Outro ponto interessante que aluna frisou bem, foi não escolher o curso de direito apenas pelo prestígio de ser advogado, mas sim por admirar e se identificar com a profissão.

Misture as maneiras de estudar: por meio de apostilas, livros e vídeo aulas. Para as redações assine uma plataforma de correção de redações e faça no mínimo 3 ou 4 redações por semana com temas diferentes, leia e assista jornais.

Foco nas fraquezas

Fonte: http://geniodamatematica.com.br/como-passar-em-direito-entrevista-com-jessica-santana/

Jessica Santana, passou em Direito na UFRGS acredita que a grande maioria de seus concorrentes não gostam ou não dominam as disciplinas de exatas, por isso, algo que a ajudou muito foi dar importância para disciplinas que você tem maior dificuldade ou não gosta. Para isso, você terá que dedicar mais horas de estudo nas disciplinas que você tem maior dificuldade ou não gosta. Outra coisa que ajudou bastante a aluna foi fazer e refazer exercícios.

Mas ela mantinha um equilíbrio: para relaxar ela fazia natação, porque acredita que praticar um esporte físico ajuda na preparação para o vestibular e não deixava de descansar no final de semana mas sempre estudava antes de descansar.

Adapte-se

Fonte: https://www.enemvirtual.com.br/como-rafael-entrou-em-direito-na-usp/

Rafael Baptista passou em Direito na USP e dá conselhos importantes. Ele começa dizendo que é importante ter um plano de estudos e se organizar. No caso dele, fez uma pasta para todas as matérias. Nota importante: se você observar que seus planos de estudos não estão funcionando bem: MUDE-OS. Não insista em algo que está te deixando pra trás.

Outra dica importante é não se distrair com o computador. Ele pode ser uma ferramenta muito útil para expandir o aprendizado e tirar dúvidas, mas se você se perder na internet, não irá tirar proveito dessa ferramenta.

Sua rotina de estudos era basicamente aulas pela manhã e estudo em casa até as 22h. Mas a sua carga de estudos aumentou à medida que a prova se aproximava. Algo que o ajudou muito a melhorar foi a prática com simulados, pois afirma que resolução de simulados é muito parecido com a prova. O aluno também acha muito importante focar na redação. Ele não fazia menos de uma redação por semana.

Além disso, ele sempre estudava aos finais de semana, mas não se privava de sair com amigos e família para se divertir.

Dicas importantes: preste atenção nas aulas e escreva o que o professor diz, dessa maneira você trabalha a memória auditiva e a visual. Em Exatas, faça muitos exercícios de várias fontes. E se você ainda não conseguiu passar, veja o que aconteceu, o que não deu certo e tire de lição. O segredo para passar é estudar.

Alguns desses alunos descreveu a sua rotina de estudos?

Mãos à obra e bons estudos!

Como passei em ENGENHARIA: depoimentos

Em geral, aqueles alunos que tem mais facilidade com disciplinas das exatas sonham em se tornar engenheiros, seja civil, mecânico ou elétrico. Mas esta é uma área muito concorrida e precisa de muita dedicação. Como conseguir? A equipe COMO PASSEI reuniu depoimentos disponíveis na WEB de 5 estudantes de sucesso que vão te dar algumas dicas.

Depoimentos retirados dos seguintes sites em seus links: YouTube, Blog do QG, Blog do QG, Blog do QG, e G1.

Estudar é uma maratona

Henrique Nascimento passou em Engenharia Mecânica na Universidade Federal do Espírito Santo. Algumas dicas que esse estudante de sucesso deu fora:

Dica 1 Você terá que fazer escolhas. Às vezes você quer sair ou simplesmente ficar descansando com a família, mas lembre-se: este é o momento de estudar!

Dica 2 Estudar é uma MARATONA. Não adianta estudar muito por apenas 2 meses e depois desistir, todo aquele aprendizado, tempo e esforço será jogado fora. Mantenha uma rotina equilibrada e estável por todo o ano de preparação.

Dica 3 Cursinho online poupa tempo de deslocamento e você pode ditar o seu próprio ritmo. Faça uma tentativa.

Dica 4 Conheça seu estilo de aprendizado. Se você precisa anotar para poder fixar, ANOTE. Mas lembre-se: sempre faça exercícios ao final de cada teoria.

Dica 5 No seu final de semana aproveite para fazer exercícios e escolha alguns pontos de dificuldade para focar os estudos.

Dica 6 Agora depende de você, vai valer a pena!

Equilíbrio

Fabiano Miranda foi aprovado em Engenharia Mecânica na UFOP. A primeira dica do aluno foi: respeite seus limites. Ele afirma que estudar demais não é eficiente. Por isso sua rotina de estudo contava com 3 horas diárias.

Além disso, resolver questões logo após estudar a teoria é muito eficiente para fixar. Detalhe importante: comece pelas questões mais simples.

Outra dica importante que esse estudante deu foi sobre a temida redação: treine muito e use argumentos claros e de autoridade. Por exemplo: conheça um pouco de leis como a Contituição Federal e a declaração Universal dos Direitos Humanos.

Para finalizar suas dicas, Fabiano incentiva: faça por merecer o sucesso. Escolha bem, estude e se esforce.

Muito exercício

Vinicius Elian passou em Engenharia Civil na Universidade Estadual de Goiás. Ele conta que a sua rotina era bem simples e assim também são suas dicas: 4 horas de estudo por dia e muita resolução de exercícios.

Organize-se

Gabriel Brabo foi aprovado para o curso de Engenharia Elétrica no CEFET-RJ. Na sua rotina de estudos estava incluído um modelo de organização por meio de planos de estudos. E algo que o aluno ressaltou a importância foi a resolução de questões e poder falar com um professor para tirar suas dúvidas.

Sacrifícios valem a pena

Catarina Moraes foi aprovada na FUVEST no curso de Engenharia Civil. Ela diz que foi necessário muitos sacrifícios pra conseguir essa conquista, mas todos eles valeram a pena.

Por isso, vestibulandos, não se esqueçam: as escolhas certas precisam ser feitas mas tenham equilíbrio! Qual desses depoimentos mais identifica você?

Bons estudos!

Como passei em MEDICINA: depoimentos

O sonho de grande parte dos alunos e dos seus pais é um dia conseguir fazer parte do seleto grupo de profissionais valorizados e bem pagos: os médicos. Para isso, exige-se dos alunos grande dedicação aos estudos. Vamos ver como 3 estudantes bem sucedidos conseguiram alcançar esse alvo tão sonhado e buscado.

Depoimentos retirados do site SUPER VESTIBULAR da BOL neste link.

Uma dica dada pela grande maioria dos aprovados é: tenha foco e não desista. A estrada parece não ser fácil e às vezes nem um pouco prazerosa, mas você encontrará lá na frente o delicioso gosto do sucesso.

Acredite e otimize

A estudante Lauriene Maia Sant´Anna, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que concluirá o curso em 2019, diz que quando ela alcançou uma rotina de estudos a ponto de otimizar o seu tempo, ela estudava uma média de 5 horas por dia, e até mesmo aos fins de semana mantinha uma rotina de 9 horas por dia. Mas uma palavra de cautela: em todo tempo restante ela destinava aos momento de lazer.

Lauriene Maia Sant´Anna

Durante a semana: 5 horas por dia de estudo.
Fins de semana e feriado: 9 horas por dia.
Horas vagas: Diversão

A estudante afirma que ter um bom planejamento e a disciplina é muito importante, mas também é necessário acreditar na sua capacidade e no ritmo. Além disso, ter o apoio e o incentivo de amigos e familiares é de fundamental importância para não desistir.

Equilíbrio e foco

Outro depoimento é de Felipe Spicacci, que já é médico graduado em 2013 pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). Ele diz que vale a pena cada minuto de esforço e todas as horas a mais gastas estudando para alcançar seu objetivo e aconselha: insistam e não desanimem!

Sua rotina de estudo era: durante a semana ficava das 14h às 20h no cursinho pré-vestibular. Sua preferência era estudar naquele ambiente porque não aconteciam muitas interrupções e poderia sempre falar com alguém para tirar uma dúvida sua. No final de semana ele fazia simulados e descansava.  Dica importante: para as disciplinas que ele mais gostava e tinha mais facilidade, ele tirava tempo para estudar só fazendo exercícios, mas as que ele tinha mais dificuldade ele fazia exercícios e lia a teoria.

Felipe Spicacci

Durante a semana: Cursinho Pré-Vestibular
Fins de semana: Simulados
Disciplinas que gosto: Só Exercícios
Disciplinas que tenho dificuldade: Teoria + Exercícios

Escolha e se dedique

A terceira entrevista foi feita com Fernando Oliveira, estudante da UFU. Ele começa suas dicas dizendo que é necessário que o estudante foque na matéria que tem mais dificuldade e se dedique a ela.

No seu caso particular, a matéria que tinha dificuldade era o português. Por isso, ele fazia um curso de 4 horas por semana, e fazia uma redação por semana. Para as outras matérias, a dica é fazer exercícios de provas anteriores. Para ele, funcionou estudar em casa as outras matérias. Se você tiver dúvidas de como começar o estudo em casa, sem a ajuda de cursinhos, nós do COMO PASSEI temos uma matéria todinha para você.

Fernando Oliveira

Procure um curso especializado na disciplina que você mais tem dificuldade.

Gostou das dicas? Então, bons estudos!

4 dicas para estudar sozinho para o ENEM

Muitos candidatos ao ENEM não podem pagar um cursinho ou não querem estudar em um, mas estudam em casa. Tem como isso dar certo? Aqui vão algumas dicas do COMO PASSEI com a ajuda de alguns que já passaram.

Refaça as provas anteriores do ENEM

Veja onde tem mais dificuldade e reforce seu conhecimento nesse ponto. É muito importante fazer várias provas, pois quem estuda em casa não tem um professor que o oriente ao conteúdo, mas você precisa saber o que vai estudar. As provas anteriores vão mostrar quais são os conteúdos mais cobrados e dar uma linha de estudo para seguir.

Evite o desgaste e a falta de concentração

Marque quantas horas por dia você vai estudar de acordo com o SEU período de concentração e mescle as disciplinas: primeiro estude uma de exatas e depois uma de biológicas, por exemplo.

Foco na redação

Faça uma ou duas redações toda semana, utilizando o mesmo espaço disponível na prova do ENEM. Mantenha-se atualizado com as notícias do Brasil e do mundo. Seja crítico com a sua redação, veja os pontos que são cobrados pelo ENEM e avalie a sua redação alguns dias depois que você a fizer.

Descanse o tempo que precisar mas não seja preguiçoso

Muitos vestibulandos acreditam que se isolar do mundo e estudar até a exaustão pode levar ao sucesso. Mas se você não descansar o suficiente, você não irá absorver boa parte do que estuda, na verdade aprenderá muito menos do que quando a sua mente está descansada e feliz.

Mas isso não significa que você não terá que estudar quando não tiver vontade. Se isso acontecer, comece a estudar por uma disciplina que você goste, que te empolgue. E logo passe para aquela disciplina que você precisa estudar. A melhor dica para vencer o desânimo é: COMECE. Simples assim, apenas comece e todo o resto vai acontecer.

Bons estudos!

Dicas essenciais de como ter foco e passar no ENEM!

A grande maioria dos alunos do final do Ensino Médio estão se preparando para cursar uma faculdade. Você já sabe que curso vai escolher? E por onde você deve começar a estudar para o ENEM?
Uma dica muito importante de estudantes que se deram bem no vestibular é a seguinte: comece estudando pelo que você gosta, mas use mais tempo estudando aquilo que você não sabe.
Às vezes o estudante quer começar estudando por aquilo que tem mais dificuldade, mas fazer isso pode facilmente tirar a motivação e você não vai mais conseguir se concentrar o resto do dia! E o que dizer se você passar mais tempo estudando só aquilo que você tem mais facilidade? Bem, aí não vai sobrar tempo para você tirar as tantas dúvidas que tem nas outras disciplinas que não gosta.
É preciso ter foco!
Faça uma boa programação de estudo e a SIGA. Especialistas afirmam que, em média, criar um hábito leva 21 dias. Mas algumas pessoas precisam de bem mais tempo. Então, não desista. À medida que você for se acostumando com a nova rotina, vai ficar cada vez mais fácil deixar o celular e a televisão de lado para dedicar aquelas horas calculadas para estudar.
E o que dizer daquele merecido descanso no final de semana ou no fim do dia? É exatamente isso, seu corpo MERECE. Não exija demais de si. Se você perceber que seu rendimento caiu, PARE. Procure relaxar um pouco, com o objetivo de retornar para os estudos com todo gás.
No seu momento de descanso evite tudo o que for diminuir sua atividade cerebral, como o excesso de álcool, drogas ou passar a noite em claro em uma festa: isso pode prejudicar seu desempenho por muito tempo e de forma alguma dará o descanso que sua mente merece.
Escolha um momento de descontração com a família, momentos calmos com os amigos ou tirar um cochilo. Mas não esqueça de dormir toda noite o tempo que o seu corpo pedir. Algumas pessoas precisam de 8 horas de sono, mas isso varia de um organismo pra outro. Conheça o seu corpo e veja o quanto de sono ele precisa, e dê isso à ele, senão comprometerá seu aprendizado.
E agora, mãos na massa. Clique aqui para baixar uma sugestão de tabela de programação para os estudos. Modifique-a de uma forma que se encaixe na sua rotina, imprima essa tabela e coloque-a em um lugar de maneira que fique sempre visível no cômodo em que você mais usa. E o mais importante: OBEDECA À TABELA.
Bons estudos.